Número total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de março de 2012

Tornado solar gigante filmado pela primeira vez Registo apresentado no encontro anglo-germânico de Astronomia que se realiza em Manchester

Cientistas da Universidade de Aberystwyth (Reino Unido) dão a conhecer uma filmagem realizada em Setembro de 2011 de um tornado solar cinco vezes maior do que a Terra. O gigantesco tornado, “único e espectacular”, segundo os investigadores, foi detectado pelo Observatório de Dinâmica Solar (SDO), um satélite da NASA, lançado há dois anos e que se dedica a estudar o comportamento da nossa estrela. Esta é a primeira vez que um tornado desta dimensão é filmado.
Antes, o satélite SOHO tinha já descoberto tornados mais pequenos, “mas que não puderam ser gravados”, diz o investigador Xing Li, um dos cientistas que descobriu o fenómeno. A equipa acredita que o tornado está relacionado com o desencadeamento das tempestades solares, que se registaram naquele mês.
300 mil quilómetros por hora
A sonda detectou gases muito quentes – entre 50 mil e 2 milhões de graus Kelvin – em forma de espiral. Viajaram aproximadamente 200 mil quilómetros em trajectórias helicoidais por um período de três horas. Estes gases solares movem-se a 300 mil quilómetros, o dobro da velocidade máxima dos tornados terrestres.
Os tornados ocorrem frequentemente na raiz de enormes explosões de massa coronal. Quando se dirigem para a Terra, estas explosões podem provocar danos significativos aos satélites e até danificar a rede eléctrica.
As últimas tempestades solares, que ocorreram entre 8 e 10 de Março, obrigaram a desviar voos sobre o Árctico e afectaram as comunicações por rádio em alguns pontos do planeta. A energia que largaram na atmosfera superior da Terra era suficiente para abastecer todas as casas de uma cidade do tamanho de Nova Iorque durante dois anos.  


Sem comentários:

Enviar um comentário