Número total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de março de 2012

Salamandra do tempo dos dinossauros Encontrada na China, esta 'nova' espécie viveu há 157 milhões de anos


Uma equipa de investigadores liderada por Ke-Qin Gao, da Universidade de Pequim, encontrou na província de Liaoning, nordeste da Chuna, o fóssil de um esqueleto praticamente completo de uma salamandra que viveu há 157 milhões de anos, no tempo dos dinossauros do Jurássico Superior.

Segundo o estudo já realizado e publicado na «PNAS», este animal é o mais antigo que se conhece da subordemSalamandroidea. A espécie foi baptizada como Beiyanerpeton jianpingensis.

A descoberta vem propor uma nova data para o aparecimento deste grupo, antecipando-a em 40 milhões de anos. O registo anterior mais antigo era da salamandra Valdotriton gracilis, encontrada no sítio de Las Hoyas, em Cuenca, Espanha. 



Os restos foram encontrados numa camada de sedimentos vulcânicos do Jurássico Superior e apresentam características comuns com as salamandras actuais, das quais existem, nos dias de hoje, umas 500 espécies registadas .


Uma das conclusões da análise morfológica é que a separação entre o grupo das salamandras gigantes (Cryptobranchoidae) e o mais extenso da actualidade, ao qual esta pertence, se produziu antes do que se pensava.



Beiyanerpeton jianpingensis media dez centímetros de comprimento e vivia dentro de água. Hoje em dia, o grupo a que pertence habita o hemisfério norte, não existindo na África subsariana, na Austrália nem na Antárctica.

Sem comentários:

Enviar um comentário